Esta opção reiniciará o site do Sistema Conferp, restaurando todas as janelas fechadas no site.

Reiniciar o site do Sistema Conferp

Prêmio Nacional de Relações Públicas – POP não acontece em 2009

logopop2008

Na 5ª Reunião do Órgão Consultivo, realizada no dia 27 de junho de 2009, em Brasília, a Diretoria Executiva do CONFERP, vários Conselheiros Federais e os presidentes dos Conselhos da 1ª,2ª, 3ª, 4ª e 6ª Região decidiram não realizar este ano o Prêmio Nacional de Relações Públicas – POP.

Entre os argumentos que motivaram tal decisão do colegiado estão a crise financeira mundial que reflete também em nosso país, dificultando a captação de parceiros e patrocinadores para a realização deste evento; o suporte contábil, financeiro e jurídico que o CONFERP tem que prestar aos Conselhos Regionais da 5ª e da 6ª Região, que receberam as transferências dos profissionais de Relações Públicas registrados na 7ª e na 9ª Região e a realização das Eleições para o Sistema CONFERP em outubro próximo, momento em que todos os Conselhos focam seus esforços na condução e realização do processo eleitoral online, com o recadastramento e atualização dos dados dos profissionais.

Criado em 1980 como PRÊMIO OPINIÃO PÚBLICA – POP, pelo Conselho Regional da 2.ª Região (SP/PR), foi renovado na última edição de 2008 como PRÊMIO NACIONAL DE RELAÇÕES PÚBLICAS, ganhando dimensão nacional e reforçando o caráter sistêmico do CONFERP – Conselho Federal de Profissionais de Relações Públicas, bem como a sua vocação de maior prêmio profissional de Relações Públicas do Brasil, em consonância com a realidade profissional do país.

O PRÊMIO NACIONAL DE RELAÇÕES PÚBLICAS – POP voltará em 2010, alicerçado em uma nova proposta, reafirmando-o como o maior e mais cobiçado reconhecimento conferido aos profissionais e empresas de Relações Públicas do Brasil.

23 comentários

  1. suzana vellinho englert comentou:

    Estranhei que a edição deste ano tenha sido suspensa. É principalmente em épocas de crise que precisamos nos superar como profissionais para que os nossos clientes permaneçam se relacionando de forma positiva com todos os seus segmentos.É também nestas épocas que surgem boas idéias e alternativas criativas.Sugiro que o CONFERP, nosso órgão máximo, promova o POP, mesmo que forma muito mais simples, sem os costumeiros patrocinadores. Seria uma demostração importante a todos nós, que precisamos enfrentar o dia a dia para crescermos e apliarmos as nossas experiências.

  2. Aislan Greca comentou:

    É uma verginha isto.

    Em 30 anos o Brasil passou por inúmeras crises e nem por isto o prêmio POP deixou de ser realizado.

    Depois do prêmio sair de SP-PR e ir para a Federação começa a dar problema?

    Me desculpem, mas esta resposta por parte do Conferp foi deprimente.

    Isto não se faz com os profissionais de RP do Brasil.

  3. Antônio da Silva Leite comentou:

    Concordo em gênero, número e grau com as opiniões de Suzana e Aislan. Mas, respeito a decisão dos Conselho Executivo do CONFERP e demais Conselhos Regionais. As razões apresentadas são estribadas em fatos reais e não nos cabe contestá-las, acintosamente. Vamos aguardar o novo POP 2010.

  4. Rodrigo Cogo comentou:

    Acho realmente uma pena, ainda mais sob uma explicação tão pobre, a decisão de não realizar o POP em 2009. Num ano em que festivais mundiais se abrem para projetos da área, penso que este mau exemplo do Conferp vá gerar muitos questionamentos e conseqüências infelizes.

  5. Luiz Edgar Tostes comentou:

    Concordo com as várias opiniões de que o Prêmio Nacional de Relações Públicas deveria ocorrer este ano apesar da crise.
    É a oportunidade de valorizar o trabalho dos profissionais de RP e o reconhecimento das iniciativas mais criativas. Mais importante do que “carteirinha” é a institucionalização da atividade de relações públicas, que se obtem com criatividade e divulgação das melhores propostas.
    O importante é o conteúdo e não a embalagem. Uma cerimonia em bases modestas mas com projetos interessantes seria relevante para a valorização da profissão.
    Lamento a decisão.

    Luiz Edgar Tostes

  6. Marcia Ceschini comentou:

    Concordo com as posição de vocês quando dizem que o prêmio não sair em um ano que RP foi premiado em Cannes, não é uma mostra interessante,
    Mas alguns sabem que sou contrária a realização do prêmio. Eu investiria a verba do prêmio uns 3 anos consecutivos para criar campanhas de massa e conscientizar o mercado e a população sobre nossas habilidades e competências.
    Mais do que prêmios, ainda precisamos dizer sim, com todas as letras a que vem um profissional de RP.

  7. Liliane Evangelista comentou:

    Também lamento a decisão do Conferp e dos Conrerp’s. Infelizmente, a não realização do prêmio contribui para que nossa profissão continue desvalorizada. Já que um dos objetivos dele é promover as Relações Públicas.

  8. Thayse Amorim comentou:

    Absurdo!! Só isso que tenho a dizer!

  9. Danilo Marinho comentou:

    Tristeza e decepção!

    Num momento de extrema fragilidade social e reflexão, essa decisão os enfraquece.

  10. Vítor Petters Imoto comentou:

    Acredito que a realização do POP, premiação são novas oportunidades para nos apresentarmos como acadêmicos e/ou profissionais de destaque e relevância no mercado – que almeja nos reconhecer e melhor valorizar consequentemente. É um prêmio propulsor na carreira. Aguardamos a continuidade o mais breve de 2010, para que possamos intensificar a relação e posição positiva com os públicos, principalmente, nesses períodos discorridos anteriormente.

  11. Alanna Costa comentou:

    Lamentável.

  12. Telma Ito comentou:

    Fico muito triste pela não realização do Prêmio POP neste ano. É em períodos de crise que o CONFERP deve fazer aquilo que a própria diretoria recomenda na mídia especializada – investir mais ainda.

    Isso me faz pensar: será que a não realização do POP se deu por conta da crise ou é incompetência do Conferp? A transferência da responsabilidade pela realização do prêmio mostrou realmente a força que tem o conselho.

    Antes do Conferp assumir a realização do POP, quantas crises econômicas o Conrerp SP passou e quantas vezes o POP foi descontinuado? Eu recomendo que o Conrerp SP volte a realizar o prêmio.

  13. Aislan Greca comentou:

    Concordo com a Telma. Se o Conferp não tem é capaz de gerenciar um prêmio deste, que o mesmo retorne para o pessoal de SP que cuidou muito bem disto por 28 anos.

  14. Suzana Mara Vernalha comentou:

    Que triste decisão essa do Conferp! Nossa profissão, que já é tão desvalorizada, não consegue nem sequer realizar uma atividade que já existe há quase três décadas. Enquanto isso, a Aberje está a todo vapor com o seu prêmio de comunicação. É preciso mais empenho de nosso órgão de classe. Não se deixem influenciar pelo “clima” de Brasília!!! Patrocínio, por exemplo, é algo que se busca com muita antecedência. Já comecem a prospectar para 2010..

  15. […] Relações Públicas enviou seu informativo e, entre as notícias, estava a informação de que o Prêmio Nacional de Relações Públicas (POP 2009) não será realizado este ano. O texto dizia […]

  16. Será que por trás disso não estaria uma nova determinação do Supremo, abolindo o diploma de Relações Públicas em breve? No meu entender só mesmo a possibilidade de em breve acontecer o mesmo que com os jornalistas, poderia justificar o fim do POP. Além disso, o POP pode perder sua importância se não acontecer…

  17. Carmen Bentes comentou:

    Embora ache importante premiações – raras que são – em nossa área, também acho extremamente lúcido o comentário da colega Márcia Ceschini. Estou cansada de ver tantos se alcunhando Relações Públicas, até mesmo na grande mídia, como aconteceu há pouco na novela das 19h, a personagem pensava em convidar alguém para um almoço ou jantar e disse: “é muito bom fazer relações públicas de vez em quando”. Sem contar que brigo constantemente contra o desconhecimento (antes mesmo da baixíssima valorização das Relações Públicas), como fiz há meses, contra o CRECI que tem por missão fiscalizar a atividade de corretagem de imóveis e apresenta um departamento de “Relações Públicas” (quem se interessar pode solicitar que envio o e-mail completo com minha resposta, evidente que denunciei ao CONRERP-RJ). Enfim, colegas, vamos promover premiações, mas entendimento, reconhecimento e valorização são fundamentais. Jornalismo já não mais é percebido como profissão de nível superior e conhecimentos específicos. Quando enfim formos percebidos, que imagem será esta? Acredito na profissão, antes disso, sou apaixonada por ela, mas além de mostrarmos nossa competência às empresas para as quais trabalhamos, devemos, a nós mesmos, mostrar, divulgar, ampliar e sedimentar a imagem da nossa profissão em nome da competência que sabemos ter.

  18. Gauthier Netto comentou:

    Vamos aplaudir a decisão? Deixar um comentário fazendo uma crítica? Ou agir de forma a não ver está vergonha acontecer?

  19. Fernanda foroni Luchesi comentou:

    De fato esta decisão deve ter sido muito difícil, porém acredito que seja mais difícil para os comunicadores e RP’s saberem que um de seus principais órgãos não conseguiu honrar com seu compromisso de muitos anos. Compromisso este que serve de inspiração para todos e reforçam a cada ano a força das RP”s no Brasil. São nos momentos de crise que devem ser premiados as pessoas e projetos que conseguem superar estas barreiras. É possível realizar um prêmio com redução de custos, inclusive é desta forma que muitas empresas estão transpondo este ano de dificuldades.

  20. Mariana Szauter comentou:

    INCONFORMADA!!
    Um momento único de reconhecimento para os profissionais de RP, que a cada ano AGREGAM nas organizações onde atuam. Tenho certeza que muitos RPs que não foram envolvidos e nem ao menos consultados na decisão, poderiam ajudar o conselho na captação de recurso para a realização do POP. Várias agências de comunicação e empresas privadas tem interesse em patrocinar e realizar parceiras com vocês. Basta bom senso e força de vontade. Contem comigo e com os colegas que se manifestaram se precisarem de ajuda.

  21. Mariana Szauter comentou:

    INCONFORMADA!!
    Um momento único de reconhecimento para os profissionais de RP, que a cada ano AGREGAM nas organizações onde atuam. Tenho certeza que muitos RPs que não foram envolvidos e nem ao menos consultados na decisão, poderiam ajudar o conselho na captação de recurso para a realização do POP. Várias agências de comunicação e empresas privadas tem interesse em patrocinar e realizar parcerias com vocês. Basta bom senso e força de vontade. Contem comigo e com os colegas que se manifestaram se precisarem de ajuda.

  22. Juliana Paes comentou:

    Uma vergonha!

  23. Érika comentou:

    Já abriram as inscrições para a edição 2010 do prêmio?

Deixe seu comentário